Eu te beijo;

Você me beija;

Ele te beija;

Você me beija;

Eu volto a te beijar;

Você o beija e depois vem beijar-me.

Eu nunca o beijei,

mas já o beijei

e com o tanto que você o beijou

e ele beijou a você

(…) eu não sinto mais o gosto de sua boca,

mas sim o gosto da boca dele,

pois é a quem você tanto beijas.

Mas no fundo sinto-me atraído por ele,

e por você também,

pois de tanto você beija-lo,

não sei mais o sabor de seus beijos,

mas sim o gosto da mistura dos beijos.

Escrito em 2013